Depois de votar, Serra faz discurso pela liberdade de imprensa

Candidato tucano diz que 'se Deus quiser, vamos para o segundo turno para o bem do Brasil'

Nara Alves, iG São Paulo |

Depois de votar no Colégio Santa Cruz, no bairro de Pinheiros na Zona Oeste de São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra , fez um discurso em defesa da liberdade de imprensa e da democracia. “Eu defenderei, aconteça o que acontecer no Brasil, a liberdade da nossa imprensa de informar e mostrar o que está acontecendo no Brasil.” Ele ressaltou que isso é uma garantia “para um futuro de maior ética, de melhor qualidade moral dos nossos governantes, dos governantes do Brasil nas três esferas”.

nullSerra também elogiou o “decoro e a compostura” do governador paulista Alberto Goldman (PSDB), que conduziu o Estado ao longo da campanha. O presidenciável tem criticado o que ele denomina de uso da máquina federal pelo governo Lula em favor da sua rival Dilma Roussseff (PT). Serra também disse, após votar, que os brasileiros “querem um governo honesto e trabalhador e sabem que o Brasil não tem dono”. Depois, acrescentou: “Se Deus quiser, vamos para o segundo turno pelo bem do Brasil”.

O candidato votou no início da tarde deste domingo acompanhado do vice em sua chapa, Índio da Costa (DEM-RJ), do candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, do governador Alberto Goldman, do prefeito Gilberto Kassab (DEM) e de Aloysio Nunes Ferreira, candidato do PSDB ao Senado. Ao se dirigir às mulheres dos candidatos, que também estiveram no Colégio, Serra disse: “Aqui temos dois times. O dos homens e o das mulheres. E elas são mais competentes, na minha opinião, nesta campanha estadual”, brincou.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG