DEM e PSDB anunciam democrata Indio da Costa para vice de Serra

Após impasse que ameçava implodir aliança, deputado federal do Rio é escolhido por ter 'boa presença' no Congresso

Nara Alves, iG São Paulo, Adriano Ceolin, iG Brasília |

Fim da novela. Após reunião na casa de José Serra, em São Paulo, PSDB e DEM bateram o martelo e indicaram o deputado federal democrata Indio da Costa (RJ) como candidato a vice-presidente na chapa tucana.

O anúncio foi feito pelo presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, após a reunião, encerrada por volta das 14h40. Além de Serra e Maia, participaram do encontro o prefeito da capital, Gilberto Kassab (DEM). Durante a madrugada Aécio Neves (PSDB), ex-governador de Minas, também articulou as negociações.

A escolha do vice levou em conta o fato de Indio da Costa, que sistematizou o projeto da lei do Ficha Limpa, ser do Rio – segundo maior colégio eleitoral do País - e ter “boa presença" no Congresso.

O impasse em torno da vice ameaçava a aliança entre democratas e tucanos em torno de José Serra na disputa pelo Planalto. Uma semana antes, o PSDB havia anunciado a escolha do tucano Alvaro Dias para o posto, mas a montagem de uma chapa puro-sangue irritou os aliados do DEM, que não abriam mão do cargo e ameaçavam romper a aliança.

Nome aprovado

“Depois de algumas horas de diálogo, desde ontem de madrugada, com o governador José Serra e o governador Aécio Neves, discutindo a questão da vice, fechamos agora o nome do deputado do Rio de Janeiro Indio da Costa, que é um deputado jovem, que tem uma atuação no Rio de Janeiro muito importante, trabalhou de forma muito correta no projeto Ficha Limpa e tenho certeza de que é um nome que vai agregar muito nas eleições deste ano”, disse Rodrigo Maia, ao deixar a casa de José Serra no início desta tarde ao lado do prefeito Gilberto Kassab.

Maia afirmou ainda que a decisão foi tomada por todos os partidos. “Não houve uma decisão do partido A ou B”.

O presidente do DEM admitiu que Indio da Costa tem boa relação com ele e seu pai, o ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia, mas disse que todos os líderes dos partidos que dão apoio a Serra foram consultados. O nome do deputado, disse, foi aprovado por unanimidade.

Sobre o mal estar gerado no Paraná após o recuo na escolha de Alvaro Dias, disse que “as questões estão todas superadas”. A estratégia do PSDB era garantir que o senador Osmar Dias, irmão de Alvaro, não disputasse o governo do Estado para não dar palanque à adversária Dilma Rousseff (PT).

O senador, no entanto, desistiu de tentar a reeleição e tentará se eleger governador. “A questão do Paraná se desfez não por uma vontade do PSDB, se desfez por uma questão local. Foi uma decisão do Osmar”, disse Maia.

Logo após a reunião, o presidente do PPS, Roberto Freire, fez uma breve visita a José Serra em sua casa. Ele afirmou que aprova o nome de Indio da Costa. “Ele tem mais experiência política que a Dilma”.

Freire também comparou indiretamente Indio com o vice de Dilma, Michel Temer (PMDB), e afirmou: “Nada o desabona. Deve, inclusive, ser um diferencial frente a candidatos a vice de outras candidaturas”.

Após a reunião, o tucano viajou por volta das 15h30 para Brasília para fazer o anúncio oficial da escolha.

    Leia tudo sobre: viceSerraIndio da CostaDEMPSDBRodrigo Maia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG