Sérgio Guerra classifica fala de Lula de "completamente desequilibrada" e parte de um discurso "panfletário"

Um dia após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparecer no programa eleitoral defendendo a candidata Dilma Rousseff (PT), o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, convocou uma entrevista coletiva para rebater às afirmações do presidente. Guerra classificou a fala de Lula de "completamente desequilibrada" e parte de um discurso "panfletário". "Esse discurso do presidente é mentiroso e irresponsável", disse Guerra, coordenador da campanha do presidenciável tucano, José Serra.

Ontem, Lula ocupou por mais de dois minutos o horário reservado a Dilma na TV. Afirmou que a oposição age com "preconceito contra a mulher" e voltou a dizer que a coligação rival usa "mentiras e calúnias" para atingir a presidenciável. Lula assumiu a defesa de Dilma nas acusações de Serra de que a candidata e o PT seriam responsáveis pela quebra de sigilo fiscal de aliados do tucano.

Segundo Guerra, o PT usa sempre o argumento "eu faço, mas eles também fazem". "Quando o bandido é preso ele diz "eu faço, mas alguém fez isso antes" (...) Isso é conversa de bandido e não de gente democrática", afirmou.

Sobre o suposto preconceito do PSDB contra Dilma por ser mulher, sugerido na TV por Lula, Guerra disse que o que seu partido cobra é "atitude" da candidada petista. "O que está se discutindo agora não é nem a atitude dela, porque ela não tem atitude", acrescentou.

(Com informações da Reuters)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.