Cotado para vice de Serra na pré-campanha, Dornelles apoia Dilma

Presidente do PP anunciou apoio informal à petista: 20 Estados fecharam com a candidata à Presidência, mas 7 estão com José Serra

Andréia Sadi, iG Brasília |

O PP organizou nesta quarta-feira (14) um ato para declarar informalmente apoio à candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à Presidência. O presidente do partido, senador Francisco Dornelles - que chegou a ser cotado para ocupar a vice na chapa do tucano José Serra durante a pré-campanha - afirmou que 20 dos 27 diretórios regionais do partido apoiarão a candidata petista na disputa deste ano.

"O PP ingressa oficialmente na campanha respeitando alguns Estados com posição diferente. Mas, de 27 Estados, 20 ingressam com muito entusiasmo na campanha", anunciou Dornelles, após reunião com a ex-ministra em Brasília.

Optaram por permanecer neutros na eleição os diretórios de Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Norte e Rondônia. Além disso, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná decidiram pelo apoio a Serra na eleição presidencial. Questionado se o quadro seria o mesmo se a articulação para transformá-lo em vice de Serra tivesse sido bem sucedida, Dornelles evitou polemizar:

- Na política não existe 'se'. Existe fato concreto, disse.

No Rio Grande do Sul, o PP é o partido com maior número de prefeituras no Estado. Comanda 149 municípios. Em segundo lugar está o PMDB, com 140. Além disso, o PP tem 119 vice-prefeitos e 1177 vereadores. Na Câmara dos Deputados em Brasília, são cinco parlamentares e, na Assembleia Legislativa gaúcha, nove.

O PP integra a base governista e, desde 2005, comanda o Ministério das Cidades. O atual ministro Márcio Fortes era um dos principais defensores no partido do nome de Dilma.

    Leia tudo sobre: Dilma RousseffJosé SerraMarina Silva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG