Confusão marca mais uma caminhada de Dilma

Em Vitória, Polícia Militar impediu que o caminhão que transportava profissionais da imprensa continuasse acompanhando Dilmamóvel

Andréia Sadi, enviada ao Espírito Santo |

nullNo momento em que o Dilmamóvel, automóvel utilizado em passeatas pela candidata do PT à Presidência da Répública, Dilma Rousseff, completava o seu roteiro pelo centro de Vitória, nesta sexta feira, a Polícia Militar mandou parar o caminhão que levava cinegrafistas e jornalistas que acompanhavam o ato.

O iG filmou a hora em que o tumulto barrou a passagem da petista e provocou a reação de organizadores do evento. O policial Wolner solicitou a habilitação do motorista do caminhão que levava cerca de 20 profissionais da imprensa e determinou que ele o acompanhasse até a viatura.

A confusão durou cerca de 10 minutos e obrigou os jornalistas a deixarem o carro assim que o Dilmamóvel conseguiu passar. Os profissionais tiveram de acompanhar o carro da candidata a pé. A reportagem perguntou ao policial porque ele barrou o motorista e ele apenas respondeu: "porque ele está errado" e tirou a chave do motorista.

    Leia tudo sobre: Eleições Dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG