Comitê de Dilma vai ocupar antigo endereço tucano em São Paulo

O comitê paulista é parte da estratégia para fortalecer a candidatura petista e conquistar votos no principal reduto do PSDB

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O PT pretende inaugurar nas próximas semanas um comitê da campanha de Dilma Rousseff à Presidência em São Paulo. Será o primeiro fora de Brasília. Ironicamente, a casa de 800 m² na avenida Indianópolis escolhida para ser o QG de Dilma no Estado funcionou durante anos como sede do diretório estadual do PSDB.

“Ainda tem umas marcas dos tucanos lá dentro. Vamos ter que pintar rápido aquilo tudo”, disse um dirigente do PT.

A ocupação do espaço antes usado pelos tucanos vai além da coincidência irônica. A criação de um comitê paulista, decidida na semana passada, faz parte da estratégia petista de fortalecer a candidatura de Dilma no principal reduto tucano, governado há mais de 15 anos pelo PSDB.

“É uma coisa que foi decidida recentemente. São Paulo é muito importante e estamos direcionando esforços neste rumo para fortalecer a campanha no Estado”, disse o prefeito de Rio Claro, Du Altimari (PMDB), coordenador da campanha de Dilma em São Paulo.

A avaliação petista é que de Dilma se chegar a 38% no maior colégio eleitoral do país, terá grandes chances de vencer ainda no primeiro turno. São Paulo tem 30 milhões de eleitores, cerca de 22% do total nacional. Na última pesquisa do Ibope a petista aparece com 33% no Estado contra 44% de José Serra (PSDB) e 9% de Marina Silva (PV).

Para alavancar a candidatura de Dilma em São Paulo, o PT conta com a ajuda do PMDB, cujo principal cacique no Estado é o ex-governador e candidato ao Senado Orestes Quércia, aliado do PSDB. Para atrair quadros do PMDB não alinhados a Quércia e minar a base do ex-governador, o PT cedeu o comando da campanha paulista ao peemedebista Altimari.

A escolha do antigo diretório tucano para abrigar o comitê de Dilma tem outra explicação que passa pela política. O dono do imóvel é um médico cunhado do prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Jorge Abissamra (PSB), que já foi próximo dos tucanos e hoje está com o PT. O coordenador da campanha de Dilma ironizou a coincidência.

“Sem problema. Isso dá sorte”, disse Altimari.

O sobrado tem 800 m² de área construída, garagem e edícula. O preço do aluguel é R$ 12 mil mensais. Na campanha de 2006 a avenida Indianópolis abrigou os comitês paulistas dos então candidatos Luiz Inácio Lula da Silva e Anthony Garotinho. O motivo é a proximidade do aeroporto de Congonhas. Na época, pastores evangélicos que apoiavam Garotinho distribuíam exemplares do Evangelho às prostitutas e travestis que fazem ponto na área.

    Leia tudo sobre: Eleições DilmacomitêSP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG