Com Lula, Cid faz prestação de contas em propaganda em rádio

Governador veiculou depoimentos de Lula e Ciro Gomes, mas não pediu votos à Dilma. Lúcio Alcântara também não pediu votos a Serra

Lauriberto Braga, iG Ceará |

O governador e candidato à reeleição no Ceará, Cid Gomes (PSB), usou o primeiro dia de propaganda eleitoral gratuita no rádio para fazer prestação de contas dos três anos e sete meses de seu governo. Chamado de Rádio 40, em referência ao número do PSB, o programa de Cid se valeu ainda de depoimentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do deputado federal Ciro Gomes (PSB) pedindo votos para o candidato.

A mensagem de Lula ainda fez referência à Dilma Rousseff (PT). Lula ressaltou "que manterá uma parceria de obras com Cid, como a transposição das águas do Rio São Francisco, a Ferrovia Transnordestina e uma refinaria de petróleo para o Ceará". Já Ciro chamou Cid de "nosso Cid” e pediu votos ao candidato à reeleição. Na sua mensagem Ciro não pediu votos para Dilma.

Em seu programa, Marcos Cals (PSDB) não pediu votos a José Serra. Filho de uma tradicional família de políticos comandada pelo ex-governador César Cals, o tucano se apresentou com o novo para o Ceará. Lembrou de passagens do início de sua carreira, quando foi eleito deputado estadual com 22 anos.

Lúcio Alcântara (PR) abriu o horário eleitoral gratuito e usou seu tempo para criticar o governo de seu adversário. Usando os termos "arrogante e prepotente", Lúcio disse que "para a eleição não tivesse somente um candidato forte".

Dois candidatos deixaram de apresentar seus programas na veiculação. Maria Natividade (PCB) e Francisco Gonzaga (PSTU) não usaram os poucos mais de 50 segundos que tinham direito. Com breves apresentações de suas propostas os candidatos Marcelo Silva (PV) e Soraya Tupinambá (PSOL) foram os próprios âncoras de seus programas.

No Horário Eleitoral para Senador, Tasso Jereissati (PSDB) apresentou suas propostas para um novo mandato, mas não lembrou de pedir votos para Serra. Diferente dos candidatos Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) que atrelam suas campanhas a de Dilma. Alexandre Pereira (PPS), Marilene Torres (PSOL) e Paulo Polô (PV) apresentaram rapidamente suas propostas caso eleitos senadores. Já os candidatos do PCB e do PSTU deixaram de apresentar seus programas.

Debate
Alegando problemas de agenda e por discordar das regras do confronto, o candidato líder nas pesquisas, o governador Cid Gomes (PSB) confirmou que não vai ao debate. Confirmaram presença os candidatos Lúcio Alcântara (PR), Marcos Cals (PSDB), Marcelo Silva (PV) e Soraya Tupinambá (PSOL). Não foram convidados por não terem representação no Congresso Nacional, Francisco Gonzaga (PSTU) e Maria Natividade (PCB).

A TV Jangadeiro (afiliada do SBT ) confirmou que realizará amanhã o primeiro debate com os candidatos a governo do Ceará. O debate começará às 22h20 dividido em quatro blocos com mediação do jornalista cearense Nonato Albuquerque. O debate terá em seus dois primeiros blocos perguntas entre os candidatos. No terceiro bloco eles responderam perguntas de especialistas em temas como Educação, Saúde, Segurança, Finanças e Infraestrutura. O quarto bloco é reservado para as considerações finais de cada candidato.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG