CNT/Sensus: Dilma lidera com 51,9% e Serra tem 36,7%

Na contagem dos votos válidos, a petista tem 58,6% e o candidato tucano aparece com 41,4%

Agência Estado |

selo

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff , tem 51,9% das intenções de voto, ante 36,7% de seu adversário, o tucano José Serra , segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta manhã. A vantagem de Dilma para Serra aumentou de cinco pontos porcentuais da pesquisa anterior, na semana passada, para 15,2 pontos agora. No levantamento anterior, Dilma tinha 46,8% e Serra, 41,8%.

Na pesquisa divulgada hoje, votos brancos e nulos somaram 4,7% e indecisos ficaram com 6,8%.

Ao se considerar somente os votos válidos - o que exclui nulos e brancos e se redistribui os indecisos proporcionalmente, Dilma tem 58,6% e Serra, 41,4%. A rejeição à candidata petista caiu de 35,2% da pesquisa anterior para 32,5%. Já a rejeição a Serra subiu de 39,8% para 43%, atingindo nível recorde na campanha. O coordenador do instituto, Ricardo Guedes, afirmou que esse é o maior nível de rejeição ao tucano desde o início do processo eleitoral.

O levantamento, com margem de erro de 2,2 pontos porcentuais, foi feito com dois mil eleitores, entre os dias 23 e 25 de outubro, em 136 municípios e foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 37609/2010.

Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade, a petista ampliou a vantagem porque "voltou (no debate eleitoral) à discussão econômica e racional no lugar da discussão emocional e de valores", referindo-se ao debate religioso, centrado na questão do aborto, que dominou o início do segundo turno.

Andrade também atribui o avanço de Dilma ao reforço nas aparições do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos programas eleitorais de Dilma. Para Andrade, também pesaram contra Serra denúncias contra assessores, como as do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. "O conjunto de ataques dos dois lados equilibrou a disputa", disse.

Regiões

De acordo com a pesquisa, Serra só vence Dilma no Sul do País, região em que ampliou sua vantagem. No entanto, Dilma retomou a liderança nas preferências de intenção de voto entre os eleitores do Norte e do Centro-Oeste e ampliou a vantagem sobre Serra no Sudeste e no Nordeste.

Na Região Sul, o aumento da preferência dos eleitores pelo tucano subiu de 45,1%, em levantamento na semana passada, para 54% agora. Já Dilma perdeu votos na região, passando de 38,2% para 35,4%. No Norte/Centro-Oeste, Serra liderava na pesquisa anterior com 52,6%, ante 42,1% de Dilma. Agora, a petista aparece com 50,7% e Serra, com 40,4%.

No Nordeste, Dilma ampliou sua vantagem. Na semana passada, Dilma tinha 57,5% da preferência contra 34,8% de Serra. Agora, a fatia de Serra caiu para 25,5%, enquanto a da petista subiu para 66,3%. No Sudeste, Dilma também ampliou a liderança. Ela passou de 44,2% para 48,4%, enquanto Serra caiu de 41,6% para 36,7%.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG