CNBB pede 'fidelidade' à presidenta eleita

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil cobra o cumprimento das promessas de campanha e deseja sucesso a Dilma Rousseff

iG São Paulo |

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou ontem nota em que cumprimenta a presidenta eleita Dilma Rousseff pela vitória no segundo turno e pede “fidelidade” na realização das propostas apresentadas durante a campanha eleitoral.

“Pesa sobre os ombros de cada um dos eleitos a responsabilidade de corresponder plenamente às expectativas e à confiança, não só de seus eleitores, mas de toda a Nação brasileira”, diz a nota assinada por Dom Geraldo Lyrio Rocha, presidente da CNBB.

Durante a campanha, religiosos da igreja se posicionaram contra a então candidata, por acreditarem que ela seria a favor da legalização do aborto. Alguns deles chegaram a orientar o voto de eleitores durante as missas. Para responder aos movimentos religiosos, Dilma chegou a divulgar, já no segundo turno, uma mensagem na qual negou ser favorável ao aborto. "Eleita presidente da República, não tomarei a iniciativa de propor alterações de pontos que tratem da legislação do aborto e de outros temas concernentes à família e à livre expressão de qualquer religião no País", diz o texto.

A nota da CNBB também deseja sucesso à presidenta eleita e pede que os eleitores acompanhem as ações dos políticos no exercício de seus mandatos, “a fim de que não se percam nos caminhos do poder de que foram revestidos.”

    Leia tudo sobre: eleições dilmapleito 2010cnbb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG