Ciro Gomes: Marina deverá se declarar neutra no 2º turno

Ciro participa de encontro de governadores com Lula e aposta que o PV vai ser cooptado por Serra

Ricardo Galhardo, enviado a Brasília |

O deputado Ciro Gomes (PSB) deixou o Palácio da Alvorada, onde participou do encontro dos governadores e senadores eleitos da base aliada com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, descrente no apoio de Marina Silva à candidatas do PT, Dilma Rousseff . Segundo ele, Marina deve permanecer neutra.

“Sou uma das pessoas mais próximas e íntimas da senadora Marina e o meu palpite é que ela vai se afirmar neutra e o PV vai ser cooptado pelo Serra (José Serra, do PSDB) porque a burocracia do PV já é controlada pelo Serra há algum tempo”, disse.

A descrença declarada de Ciro reflete a posição de boa parte do comando da campanha, para quem o PV já está no colo do PSDB e Marina tem dado sinais de que deve manter a neutralidade.

Mesmo assim, os contatos com a senadora acriana continuam intensos, porém de forma discreta para “não encher a bola” da candidata verde.

Para o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), a expressiva votação de Marina significou mais o descontentamento dos eleitores com Dilma e José Serra (PSDB) do que a vontade de que a senadora governe o Brasil.

"Fica uma lição no Brasil para que a gente pudesse ter mais debate, esclarecesse mais. Muitos eleitores passaram a conhecer a ministra Dilma há quarenta dias, depois de muitos ataques, de uma campanha muito dura que ela sofreu e nos últimos dez dias podem ter acontecido erros nossos também, fomos vítimas de uma campanha que lembra o século 19, uma campanha fascista de calúnias. Isso fez com que parte do eleitorado que estava nos apoiando desse um passo atrás para dizer 'eu tenho oportunidade de ter mais 30 dias de debate, por que não vou ter?' Pediram debate”, disse Campos.

    Leia tudo sobre: eleições ceciroPVpleito 2010eleições marina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG