Choro de Serra marcou virada da campanha tucana

Em encontro com prefeitos na semana passada, tucano se emocionou ao citar hino nacional

Nara Alves, iG São Paulo |

Ao final de um discurso de 43 minutos para cerca de 2 mil militantes do PSDB, o candidato à Presidência da República pelo partido, José Serra, chorou. O evento, um encontro com prefeitos do Estado, aconteceu na última quarta-feira, em uma casa de espetáculos da Zona Sul de São Paulo.

O ato marcou, como classifica a campanha tucana, o início da virada de Serra nessas eleições. Depois disso, veio o programa de televisão no qual o presidenciável reage duramente ao noticiário sobre a quebra de sigilo de sua filha, Verônica Serra. Veio também a afirmação de que ele teria avisado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em janeiro deste ano que desconfiava do vazamento de dados sigilosos

Serra se emocionou ao finalizar sua fala recheada de duros ataques à rival, Dilma Rousseff (PT), recitando um trecho do hino nacional: “De uma coisa o nosso Brasil pode ter certeza. Verás que um filho teu não foge à luta. Nem teme, quem te adora, a própria morte. Terra adorada. Entre outras mil és tu Brasil, ó pátria amada. Dos filhos deste solo és mãe gentil. Pátria amada, Brasil”.

Nas imagens, é possível ver que Serra tenta segurar o choro, engasga em alguns momentos e, depois, é afagado pela mulher, Mônica Allende Serra, e pelos companheiros de chapa. O vídeo mostra apenas os minutos finais do discurso de Serra no encontro.

Desde então, Serra tem dito que, naquele momento, lembrou-se da Escola Estadual Antônio Firmino de Proença, na Mooca, onde estudou. Afirma que, naquele tempo, o colégio era dirigido por um historiador que havia lutado na Revolução Constitucionalista de 1932. Assim, todos os sábados, às 7 horas, os alunos eram reunidos para cantar o hino nacional.

A história que passou a alimentar as conversas tucanas inclui ainda uma traquinagem cometida por Serra em um desses sábados. Num desses dias, Serra diz ter pego um canudo de cartolina e interrompido o hino com uma vaia. O resultado teria sido sete dias de suspensão.

    Leia tudo sobre: Eleições SerraPleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG