"Deram o Nobel a um cidadão dissidente e contrarrevolucionário", diz presidente venezuelano

O presidente venezuelano Hugo Chávez deu seu apoio neste domingo ao governo da China depois da concessão do Nobel da Paz ao ativista Liu Xiaobo.

"O governo chinês, fazendo uso de sua independência e soberania, reclama pelo prêmio a este senhor que está preso lá", afirmou Chávez em seu programa dominical "Alô, Presidente".

"Acontece que deram o Nobel a um cidadão dissidente e contrarrevolucionário chinês, que está preso na China certamente por violar as leis da China".

"Aqui vai nossa saudação, nossa solidariedade ao governo chinês. Viva a China!", afirmou o presidente, que evitou, no entanto, criticar a academia norueguesa pela escolha do Nobel, afirmando que "eles são livres para dar prêmios a quem quiser".

A Venezuela é um grande alido da China na América Latina e ambos países têm inúmeros convênios para o desenvolvimento de projetos de eletricidade, agricultura, mineração e hidrocarbonetos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.