Jaques e Geddel aproveitam os altos índices de aprovação do mandatário e o colocam exaustivamente no horário eleitoral gratuito

Jaques Wagner (PT) e Geddel Vieira Lima (PMDB), candidatos ao governo da Bahia, estão pegando carona na popularidade do presidente Lula em seus programas eleitorais na TV e no rádio. A propaganda do petista, transmitida nesta segunda-feira, usa exaustivamente imagens e falas de Lula e de Dilma Rousseff, gravadas no comício da presidenciável na Bahia, na última quinta-feira. Já o PMDB baiano mostra a todo tempo manifestações públicas de Lula em favor de Geddel, quando ministro da Integração Nacional.

Até mesmo Paulo Souto (DEM), candidato de oposição em esfera nacional, parece ter adotado a estratégia do não-ataque à Lula. Seu programa de hoje se resumiu a uma ofensiva comedida à gestão Wagner. Souto também tenta popularizar sua imagem, sempre aparecendo em contato bastante direto com pessoas comuns, que teriam sido beneficiadas por obras de seu governo.

O jingle petista traz a frase “o homem está fazendo pela Bahia o que Lula faz pelo Brasil”, demonstrando relação direta entre Wagner e o presidente da República. A locução da propaganda elenca ainda os números mais expressivos da gestão de Wagner, muitas vezes ligados a ações do governo federal. Além disso, o programa abusa de gravações feitas pelo presidente exclusivamente para a campanha do carioca na Bahia.

Geddel faz ataques diretos a Wagner e mostra elogios de Lula à “resposta imediata” que o Ministério da Integração Nacional deu nos casos das catástrofes naturais ocorridas no País. A estratégia peemedebista se baseia principalmente em afirmar que sua ligação ao Presidente da República é profissional, de respeito e de trabalho, diferente da “amizade” , em tom depreciativo, que Lula teria com Wagner.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.