Candidatos discutem mais Executivo que Senado

Dicussões ficaram no terreno das obras e projetos de governos, com pouca relação com trabalhos legislativos

Agência Estado |

selo

O debate Estadão/TV Gazeta entre os candidatos a senador por São Paulo foi marcado por discussões em torno de obras e projetos de governos, com pouca relação com trabalhos legislativos. Marta Suplicy (PT) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) procuraram se promover ao destacar "vitrines" das gestões de seus partidos nos governos federal e estadual.

Netinho, candidato do PC do B e um dos líderes na mais recente pesquisa Ibope, não compareceu ao evento. A bancada reservada a ele permaneceu vazia e foi exibida em diversos momentos. Marta, que está empatada com Netinho na preferência dos paulistas, segundo o Ibope, se manifestou principalmente sobre turismo, transporte público e educação.

Na primeira participação no programa, Marta perguntou a Aloysio sobre seus projetos para o setor do turismo - a candidata foi ministra do Turismo no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e aproveitou a réplica para falar de projetos que implantou, como um que estimula os idosos a viajar pelo País.

O candidato do PSDB, ao responder, atacou o governo federal. Afirmou que os aeroportos de São Paulo vivem uma situação de "apagão" e que há carência de investimentos no setor. Também participaram do debate os candidatos Ciro Moura (PTC) e Marcelo Henrique (PSOL) - este último por força de uma liminar concedida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

    Leia tudo sobre: senadoeleições sp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG