Candidatos debatem o futuro do Pará

Concorrentes ao governo fazem o segundo debate na TV e discutem temas como saúde e infraestrutura

Pollyanna Bastos, iG Pará |

Quase um mês depois da realização do primeiro debate, os candidatos ao governo do Pará voltaram a ficar frente a frente. Ana Júlia (PT), Simão Jatene (PSDB), Domingos Juvenil (PMDB), Cleber Rabelo (PSTU) e Fernando Carneiro do (PSOL), responderam sobre temas como educação, saúde, segurança pública e infraestrutura.

Os candidatos não apresentaram proposta diferente das que haviam sido declaradas no primeiro debate. Sobre os investimentos em saúde, Ana Júlia (PT) voltou a citar as ações realizadas durante seu primeiro mandato como governadora. Ana Júlia prometeu ainda este ano começar a construção de 18 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

A governadora e candidata à reeleição prometeu construir ainda outras 42 UPAs no decorrer dos próximos quatro anos, caso seja reeleita. Simão Jatene (PSDB) destacou a importância de programas de educação para “motivar professores e alunos através da premiação do mérito”. Ele disse que vai “criar um pacto com a sociedade para combater a violência nas ruas e no ambiente domiciliar.”

Direito de resposta

Quando respondia a pergunta sobre saúde, Ana Júlia falou sobre o “repasse de verbas diretamente na conta dos municípios implantado durante seu governo.” E acusou Jatene de “beneficiar apenas as prefeituras aliadas ao PSDB” durante sua gestão (2003-2006). Antes do início da rodada seguinte de perguntas, Jatene ganhou o direito de se defender da “acusação” considerada “ofensa pessoal.”

A candidata do PT se irritou e disse que também havia sido atacada da “mesma forma” no debate.
Mesmo com o microfone desligado, era possível ouvir as reclamações de Ana Júlia e o esforço da mediadora em contornar a situação. Durante um minuto o candidato do PSDB afirmou que “não havia favorecimento de municípios na distribuição de recursos em seu governo”.

Jatene citou como exemplo “os repasses à prefeitura de Santarém,” cuja prefeita Maria do Carmo (PT) foi concorrente de Jatene nas eleições ao governo em 2002 “e mesmo assim não teria sido desfavorecida” quando assumiu a administração de Santarém. Fernando Carneiro do PSOL também passou o restante do debate pedindo “direito de resposta,”, mas apenas o de Jatene foi concedido.

Carneiro voltou a criticar a “privatização da Rede Celpa,” responsável pelo serviço de distribuição de energia no Pará, durante a gestão tucana no Estado e o atual “acordo de Ana Júlia com o PTB”. O tucano afirmou que a petista “negociou o apoio ao projeto do prefeito Duciomar Costa (PTB) para privatizar os serviços de saneamento e abastecimento de água em Belém”.

    Leia tudo sobre: eleições padebate na tvana júlia pajatene pa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG