Candidato do MT é o mais rico na disputa a governo

Os dez candidatos mais ricos do País concentram mais da metade do patrimônio declarado por todos os postulantes ao cargo

Agência Estado |

Os dez candidatos ao Executivo estadual mais ricos do País concentram mais da metade (62,79%) do patrimônio declarado por todos os postulantes aos cargos de governador e vice nestas eleições, mostra levantamento do site Congresso em Foco (www.congressoemfoco.com.br) divulgado hoje. Esses políticos respondem juntos por R$ 361,03 milhões dos R$ 574,91 milhões declarados por todos os 334 candidatos aos cargos estaduais.

Lideram a lista dos mais ricos o titular e o vice de uma mesma chapa ao governo do Mato Grosso. O vice Otaviano Pivetta (PDT) possui o maior patrimônio declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE): R$ 132,69 milhões. O cabeça da chapa, o empresário Mauro Mendes (PSB), vem em segundo lugar, com R$ 57,15 milhões declarados.

Pivetta é deputado estadual licenciado, foi duas vezes prefeito de Lucas do Rio Verde (MT) e é empresário do setor de agronegócio, dono de fazendas, armazéns e beneficiadoras de grãos. Mendes possui fundos de ações e imóveis, além de R$ 27,3 milhões em cotas de uma empresa especializada na construção de torres de telecomunicações.

Outros sete candidatos informaram patrimônio superior a R$ 10 milhões: Guilherme Afif Domingos (DEM-SP), Pedro Fiúza (PSDB-CE), Nilo Coelho (PSDB-BA), Iris Rezende (PMDB-GO), Teotônio Vilela (PSDB-AL), Cláudio Vale (PPS-CE) e Paulo Skaf (PSB-SP). O décimo mais rico é o ex-deputado Confúcio Moura (PMDB-RO), com R$ 8,55 milhões em bens.

    Leia tudo sobre: eleiçõesmato grossocandidatos ao governo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG