Campos deve ter grande representatividade na Câmara e no Senado

Candidato à reeleição tem 15 partidos na coligação e é apoiado por 14 dos 17 prefeitos

Ana Carolina Dias, iG Pernambuco |

Se as pesquisas de intenção de voto estiverem certas, o candidato à reeleição Eduardo Campos (PSB) não só será o governador mais votado do País, como também levará consigo uma grande parcela de coligados para assumir o pleito do Senado e das Câmaras dos deputados estaduais e federais. Nem o próprio avô do candidato, tão lembrado nas eleições, conseguiu tamanha façanha. Em 1986, Miguel Arraes conseguiu eleger dois senadores, mas não teve tanta influência na composição da Câmara e da Assembleia.

Eduardo é o governador mais bem avaliado do Brasil. Segundo o Instituto Datafolha. Campos apresentou a nota média de 7,7. Esta média é a maior da série. Eduardo tem também a maior taxa de aprovação dentre os que foram avaliados. 62% dos pernambucanos consideram o governo dele ótimo ou bom e apenas 7% o avaliam como ruim ou péssimo.

A candidatura de Eduardo conseguiu arrastar 15 partidos, o triplo que tinha em 2006. Apoiado por 14 dos 17 prefeitos do PMDB, muitos acreditam que Campos irá “vingar” a derrota do seu avô em 1998). Neto de Arraes, Eduardo Campos sabe que deve seu voo à relação que veio consolidando com Lula desde que foi ministro de Ciência e Tecnologia, no primeiro mandato.

    Leia tudo sobre: eleições peeduardo campos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG