Campos defende combater 'onda caluniosa' contra Dilma

Governador reeleito de Pernambuco participa do desenho da estratégia de campanha da petista

Ana Carolina Dias, iG Pernambuco |

Eduardo Campos (PSB), governador reeleito de Pernambuco, viajou para Brasília para participar de uma reunião que teve o intuito discutir o apoio à campanha da petista, candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, para este segundo turno.

Campos, por ser presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro e o governador mais votado do Brasil, juntou-se aos outros presidentes de partidos, senadores, governadores e deputados federais eleitos de todo o país. Eduardo aproveitou a visita e gravou depoimento para o horário eleitoral da presidenciável.

Para Eduardo Campos, a estratégia que deve ser utilizada é entender o recado que veio das urnas. Para o socialista “é preciso ter humildade para fazer uma avaliação bem ponderada, afinar a orquestra e ir para as ruas fazer um bom segundo turno.” Eduardo diz que vai “apresentar a candidata e desfazer a onda de informações caluniosas que foi feita de forma bastante severa”.

Citando que o segundo turno não significa ‘nada demais’, Campos relembra o caminho percorrido por Lula antes de ser eleito presidente da República. “Não vejo nada de extraordinário. Já fizemos segundo turno com Lula em 2002 e 2006. Vamos resolver a eleição que poderia ter sido resolvida ontem lá no dia 30”, pontuou.

Campos afirma ainda que o segundo turno será uma boa oportunidade para o eleitor conhecer melhor a ex-ministra principalmente no que tange ao comparativo de ideias entre um candidato e outro. “Vamos ter a oportunidade de ver os candidatos conversarem mais sobre a pauta do Brasil e aprofundarem suas propostas sobre política econômica, políticas sociais e outros compromissos. Acho que vai ser uma oportunidade para Dilma apresentar ao Brasil a capacidade que ela tem de construir uma bela vitória”, disse.

Na reunião também estavam presentes os atuais senadores eleitos pela Frente Popular de Pernambuco Armando Monteiro (PTB) e Humberto Costa (PT). O coordenador da campanha de Dilma Rousseff em Pernambuco, o deputado federal eleito João Paulo (PT) teve presença garantida.

    Leia tudo sobre: eleições peeduardo camposeleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG