Campanha do PSDB está 57% mais cara que a de 2006

Estimativa máxima de gastos dos tucanos é de R$ 180 mi, 57% a mais que em 2006. PT, com R$ 157 mi, vai gastar 13% a mais

Severino Motta, iG Brasília |

O PSDB aumentou em 57% o limite de gastos de sua campanha presidencial de 2010. Em 2006, quando Geraldo Alckmin concorreu, o partido fixou como teto de gastos R$ 95 milhões. Em valores corrigidos pelo IPCA, o custo máximo da corrida tucana seria de R$ 114,5 milhões.

O PT, por sua vez, pretende gastar até R$ 157 milhões. Em 2006, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva concorreu à reeleição, o teto foi de R$ 115 milhões (R$ 138,6 milhões em valores corrigidos). O aumento nos gastos para esse ano ficou em 13%.

Nesta tarde o candidato do PSDB, José Serra, disse que a previsão dos R$ 180 milhões de gastos se faz necessária para fazer frente à “mobilização da máquina governamental” . O presidente do partido, Sergio Guerra, foi ainda mais enfático, criticando o possível uso de recursos públicos numa campanha.

Vale lembrar que o valor máximo nem sempre é alcançado pelas campanhas. Em valores corrigidos, Alckmin gastou R$ 95,3 milhões dos R$ 114,5 milhões previstos em 2006. Lula, dos R$ 138,6 milhões usou R$ 110 milhões.

    Leia tudo sobre: campanhagastosptpsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG