Calor não impede manifestações a favor e contra Roriz no STF

Grupos contrário e favorável ao ex-governador do DF estão concentrados em frente à sede do STF, na Praça dos Três Poderes

Agência Brasil |

O sol forte e o ar seco de Brasília não afastaram os manifestantes que acompanham o segundo dia de julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), da candidatura de Joaquim Roriz (PSC) ao governo do Distrito Federal. Desde as 14 horas, grupos pró e contra Roriz estão concentrados em frente à sede do STF, na Praça dos Três Poderes.

Agência Estado
Manifestantes se reúnem em frente ao STF, onde ocorre julgamento da Ficha Limpa

Militante da campanha de Roriz, Osmar Portela disse que espera a presença de 2 mil até o fim do julgamento, que deve entrar pela noite. "O pessoal ainda está chegando. Os líderes comunitários mobilizaram as pessoas, que estão vindo das cidades-satélite em ônibus voluntários". Ele disse que, por determinação da Justiça Eleitoral do DF, os grupos não podem mais usar bandeiras ou soltar fogos.

O auxiliar administrativo José Gomes Neto está na Praça dos Três Poderes desde o início do julgamento. Morador da cidade-satélite de Águas Claras, ele acredita na impugnação da candidatura de Roriz. "Ele renunciou ao cargo [de senador] e tem mais de 30 processos contra ele. Se tiver justiça no mundo, Roriz será impugnado".

A candidatura de Joaquim Roriz foi questionada pelo P-SOL com base na Lei da Ficha Limpa. Em 2007, ele renunciou ao Senado para escapar de um processo de cassação. O julgamento no STF foi interrompido ontem por causa de um pedido de vista do ministro José Antonio Dias Toffoli e retomado no início da tarde de hoje.

    Leia tudo sobre: eleições dfrorizficha limpa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG