Cabral diz ter disputado sua última eleição

Governador reeleito afirmou que está empenhado em eleger Dilma Rousseff (PT) presidente, e que não participará de nova eleição

iG Rio de Janeiro |

O governador reeleito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), afirmou nesta segunda-feira (4), em entrevista à Rádio CBN-RJ, que não participará de mais nenhuma eleição "deliberadamente". O governador afirmou que depois de encerrar o governo, em 2014, não vai se candidatar ao Senado ou qualquer outro cargo eletivo.

"Essa é minha última eleição deliberadamente, juro por Deus. Falei para minha mulher e para os meus filhos", afirmou. "Quero terminar o ( mandato ) dia 31 de dezembro de 2014 e entregar o Estado muito melhor do que eu peguei em 2007", disse Cabral.

Indagado sobre a possibilidade de disputar a Presidência, Cabral desconversou. "Esse negócio de Presidência é contigência da vida", falou para, em seguida, arrematar: "Se quero eleger Dilma, quero que ela faça um grande mandato. Não vou apoiar Dilma pensando em tomar o lugar dela daqui a quatro anos, porque não sou maluco", finalizou.

O governador falou sobre a futura gestão e reafirmou ações nas áreas de segurança, saúde e educação. Afirmou que o secretário José Mariano Beltrame permanecerá na Secretaria de Segurança Pública; Sérgio Côrtes, na de Saúde e Régis Fichtner, na chefia do Gabinete Civil.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG