Cabral diz que não deve desculpas por xingamento

Governador candidato à reeleição diz que perdoa o garoto a quem chamou de 'otário' porque 'ele foi manipulado'

Marianna Wachelke, iG Rio de Janeiro |

O governador e candidato à reeleição pelo PMDB, Sérgio Cabral afirmou que não deve desculpas por ter xingado garoto que gravou vídeo questionando o político, no Complexo de Manguinhos. O peemebista participa da sabatina Folha de S.Paulo/Uol, realizada na manhã de quinta-feira (26), no Teatro dos 4, na Gávea, zona sul do Rio.

Questionado sobre o vídeo que virou hit na internet, no qual chama um garoto de "otário", Cabral disse que não deve desculpas: “Ali foi uma situação que saímos, eu e presidente Lula, de um evento muito emocionante no complexo de Manguinhos. Os governos estadual e federal estão fazendo uma revolução naquela região, são R$ 450 milhões em investimentos, entre eles água, biblioteca, Centro de Vocação Tecnológica. Esse menino já abordou vários políticos. Eu falei como falaria 'vai estudar, menino'. Eu lamento que se faça uso disso”.

“Ele (o garoto) é quem deve desculpas a mim, pela abordagem. Aliás, ninguém precisa. Eu o perdoo porque ele foi manipulado. Dentro da conjuntura de nossa fala, não foi, em hipótese alguma, uma agressão”, explicou Cabral.

    Leia tudo sobre: Eleições RJ

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG