'Cabral cospe no prato que comeu', diz Peregrino

Candidato do PR censura atual governador pelas críticas feitas aos antecessores, antigos aliados e hoje desafetos

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

O candidato do PR ao governo do Estado do Rio, Fernando Peregrino, disse nesta terça-feira (28) que Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, "cospe no prato que comeu". No debate realizado pela TV Globo, o último do primeiro turno, o atual governador fez diversas críticas ao casal Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, ex-governadores fluminenses a quem sucedeu. Cabral era aliado do casal e obteve sua primeira candidatura ao governo com o aval deles - mas pouco após sua eleição viraram desafetos políticos.

"Defendi o Garotinho, Brizola, Darcy Ribeiro. Não vejo motivo para cuspir no prato que comi. Ao contrário do Cabral, que cuspiu no prato do Marcello Alencar, do Garotinho e da Rosinha", disse, relembrando que Cabral foi presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) durante os mandatos do casal que o apadrinha politicamente.

O fato de a esposa do atual governador chefiar o escritório de advocacia que defende algumas concessionárias de transporte público do Rio voltou a ser citado, após o debate da TV Globo. "O escândalo da Erenice [Guerra, ex-ministra da Casa Civil, afastada após denúncias de tráfico de influência envolvendo seus familiares] é mil vezes menor. Aqui, o escândalo é muito maior. Houve uma devassa na vida da Erenice e aqui nada aconteceu", avaliou.

    Leia tudo sobre: Eleições RJCabralPeregrino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG