Brazão oferece cadeiras de rodas da ABBR, muletas e cestas básicas

TRE apreendeu material que seria doado a eleitores em centro social do deputado estadual do PMDB. Papéis têm saldo de R$ 362 mil em contas

Flávia Salme, Raphael Gomide e Samia Mazzuco, iG Rio de Janeiro |

A Associação de Defesa da Cidadania Ação Social Domingos Brazão, na Taquara (sub-bairro de Jacarepaguá, zona oeste do Rio), do deputado estadual Domingos Brazão (PMDB) , doa cadeiras de rodas, muletas e cadeiras de banho, cestas básicas e “centenas de remédios na validade e com a validade vencida”, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Reprodução
Cadeira de rodas fornceida pelo SUS à ABBR acabou apreendida no centro social do deputado Domingos Brazão
Entre as cadeiras de rodas apreendidas pelo TRE, havia duas com a inscrição “Cadeira fornecida gratuitamente através do convênio SUS-RJ (Sistema Único de Saúde) e ABBR-RJ (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação).

Havia ainda uma listagem de pessoas que receberam empréstimos de cadeiras de rodas. Cestas básicas contendo comida foram recolhidas do local, onde fiscais também apreenderam um pedido de bolsa de estudos para a universidade Unisuam, constando o título de eleitor da solicitante.

Segundo um banner, ilustrado com fotos de dentistas tratando pacientes e de uma grávida fazendo exame de ultrassonografia, o auge de atendimentos do centro aconteceu em 2006, quando houve 100.642. Desde então, deu-se uma queda de 18%, para 2007 (82.572 atendimentos) e 2008 (82.110), embora os números, se corretos, representem ao menos 224 pessoas assistidas por dia, levando-se em consideração 365 dias do ano.

De acordo com o pôster, o “Projeto Social Gente Solidária” tem o objetivo de “resgatar o direito de cidadania da população (...) facilitando o acesso a determinados serviços gratuitos, que no dia a dia são de difícil alcance”.

Papéis apreendidos no centro de Brazão revelam saldo total de R$ 362.027,60 em duas contas-correntes, receituários de quatro médicos, CDs, toalhas e toalhas com a impressão do nome do candidato, envelopes de correspondência com a marca d’água de Brazão, carta de doação de muletas e dez cadeiras de banho no valor de R$ 1.540, carta de doação de 24 cadeiras de rodas, no valor de R$ 3.816, e 20 muletas no valor de R$ 900.

A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde informou que “não fez nem faz nenhuma doação para fins eleitorais”. A ABBR afirmou ter convênio com o SUS, pelo qual atende mais de 70% dos 1.600 pacientes diários.

De acordo com a ABBR, “aparelhos e cadeiras de rodas só são fornecidos a pacientes “mediante apresentação na instituição de encaminhamento médico de hospital público, comprovante de residência, CPF e identidade”.

    Leia tudo sobre: eleições rjBrazãocadeiras de rodasABBRmuletas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG