Aziz anuncia fim da crise energética

Governador do Amazonas diz que 425 novos transformadores serão instalados nos próximos 20 dias

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

O governador Omar Aziz (PMN), reeleito, afirmou nesta quarta-feira que o problema da queda de emergia elétrica que afeta mais de 100 mil pessoas começará a ser resolvido nos próximos 20 dias. Aziz divulgou a informação após reunir-se hoje com o ministro de Minas e Energia da Márcio Zimmermam e José Antônio Muniz, presidente do sistema Eletrobrás.

Eles discutiram o fornecimento de energia elétrica no Estado. No encontro, foi decidido a criação de um plano emergencial para a troca de 425 transformadores de energia, principalmente nas zonas Norte e Leste de Manaus, num prazo máximo de 20 dias, contando a partir dessa quarta (06).

Participaram ainda da reunião o diretor presidente da Amazonas Energia, Pedro Hosken José Antônio Muniz e a deputada federal e senadora eleita Vanessa Grazziottin (PCdoB),Para Omar Aziz, Manaus não tem problema com a geração de energia, mas com o sistema de distribuição, provocado pela sobrecarga dos atuais transformadores.

“Com o aumento do consumo na cidade, houve sobrecarga e os transformadores não suportaram. Esperamos nos próximos 20 dias solucionar o problema dos apagões,” assegurou.

Lula

A pedido do presidente Lula, disse o governador, o ministro Zimmermam foi a Manaus para reunir-se com Aziz. A visita do ministro atende a uma exigência de Lula, que recebeu na última segunda-feira o governador, acompanhado de Eduardo Braga e fa senadora eleita Vanessa Grazziotin (PCdoB) Aziz disse eles pediram a Lula “uma solução imediata para o fornecimento de energia elétrica no Estado.”

Segundo o ministro Zimmermann, o governo Federal liberou este ano mais de R$ 900 milhões para a Amazonas Energia, incluindo recurso para a compra dos novos transformadores “mais potentes, com capacidade para atender a uma carga maior, dos quais 220 estão” em Manaus.

Região Norte

Os outros transformadores – acrescentou – “já foram comprados e estão a caminho.” O ministro disse ainda que a integração do Sistema Energético da Região Norte com as demais regiões brasileiras, devido a questões ambientais, deve atrasar um ano. O plano consiste na instalação de um circuito duplo de 500 KWA, vindo de Tucuruí, no Pará, interligando Macapá e Manaus.

“Foi feito leilão em 2008 com previsão para entrar em operação no final de 2011, mas a linha passará a operar em 2012. No futuro será Manaus com Boa Vista, a ultima capital a ser interligada”, detalhou.O Amazonas sofre constantemente com o problema da queda de energia, apagões, que geram reclamações da população.

O caos ficou mesmo instaurado em Manaus na última sexta-feira (01), quando uma tempestade provocou curto-circuito em umas instalações da Manaus Energia, deixando mais de 30 % da capital sem energia elétrica. Os bairros da Zona Norte e Leste são os mais prejudicados. Segundo a Manaus Energia, mas de 100 mil pessoas sofrem com este problema diariamente na capital.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG