Ausência de Serra e Marina frustra secretários de saúde

O presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) considerou "frustrantes" as ausências

iG São Paulo |

O presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Antonio Carlos Figueiredo Nardi, considerou "frustrantes" as ausências dos pré-candidatos à Presidência da República Marina Silva (PV) e José Serra (PSDB) ao 26º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que começou ontem e prossegue até sexta-feira em Gramado, no Rio Grande do Sul. 

AE
Em vez de Gramado, Serra foi para o Rio, onde cumprimentou eleitores nas ruas do bairro do Catete
Marina não chegou a prever viagem para o Sul porque, segundo resposta recebida pelos organizadores, não tinha como compatibilizar a agenda. Serra era esperado nesta quarta-feira, mas cancelou sua participação na última hora e viajou para o Rio de Janeiro. A pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, anunciou que estará no evento amanhã. 

"Certamente haverá outros momentos para a discussão de nossas propostas com os pré-candidatos", prevê Nardi. "Mas não será como aqui, com 2,5 mil pessoas presentes", comparou, referindo-se ao número de participantes enviados por cerca de 1,8 mil municípios brasileiros à cidade da serra gaúcha. 

Debate da saúde

O congresso promove troca de experiências bem sucedidas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) entre secretários municipais e também oferece subsídios técnicos para qualificação dos gestores da área. Ao mesmo tempo, debate caminhos para ampliar o financiamento e as ações de saúde. 

Propostas como a consolidação do Pacto Solidário, que prevê a divisão dos custos com saúde entre a União, que pagaria 50%, os Estados e municípios, que arcariam com 25% cada um, também estão em discussão e devem estar na carta que os organizadores divulgarão no encerramento do congresso, na sexta-feira.

    Leia tudo sobre: dilmamarinaserra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG