O candidato do PSOl à Presidência foi o único a falar com a imprensa antes do início do debate na TV Canção Nova e Rede Aparecida

Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL à Presidência, afirmou que a ausência de Dilma Rouseff, postulante do PT, ao debate promovido pela TV Canção Nova e Aparecida, demonstra sua "arrogância e prepotência".

"A cadeira da Dilma vazia representa a arrogância e a prepotência de quem está na frente e senta na cadeira antes do tempo", afirmou o candidato. Plínio comparou Dilma a Fernando Henrique Cardoso, que vencia nas pesquisas de intenção de voto para Prefeitura de São Paulo, em 1985, e sentou na cadeira de prefeito antes da apuração final. Jânio Quadros acabou vencendo as eleições.

Os demais candidatos à Presidência, como José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) não falaram com a imprensa.

O candidato do PSOL voltou a atacar Dilma ao se recusar a responder a primeira pergunta do debate, sobre se os candidatos acreditavam em Deus ou não. "Ela que devia estar aqui, porque é a única candidata desconhecida da população, que é uma criação e invenção de Lula. Ela foge das questões polêmicas, porque aqui serão abordadas questões polêmicas, que tiram ou dão votos aos candidatos", disse Plínio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.