"Ausência de Dilma em debate é arrogância", diz Plínio

O candidato do PSOl à Presidência foi o único a falar com a imprensa antes do início do debate na TV Canção Nova e Rede Aparecida

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL à Presidência, afirmou que a ausência de Dilma Rouseff, postulante do PT, ao debate promovido pela TV Canção Nova e Aparecida, demonstra sua "arrogância e prepotência".

"A cadeira da Dilma vazia representa a arrogância e a prepotência de quem está na frente e senta na cadeira antes do tempo", afirmou o candidato. Plínio comparou Dilma a Fernando Henrique Cardoso, que vencia nas pesquisas de intenção de voto para Prefeitura de São Paulo, em 1985, e sentou na cadeira de prefeito antes da apuração final. Jânio Quadros acabou vencendo as eleições.

Os demais candidatos à Presidência, como José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) não falaram com a imprensa.

O candidato do PSOL voltou a atacar Dilma ao se recusar a responder a primeira pergunta do debate, sobre se os candidatos acreditavam em Deus ou não. "Ela que devia estar aqui, porque é a única candidata desconhecida da população, que é uma criação e invenção de Lula. Ela foge das questões polêmicas, porque aqui serão abordadas questões polêmicas, que tiram ou dão votos aos candidatos", disse Plínio.

    Leia tudo sobre: eleiçõespleito 2010dilmaplínio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG