Ato de Serra relembra incidente ocorrido com candidato

Durante a caminhada, circulava entre os militantes um boneco de Serra com um curativo na cabeça

iG São Paulo |

Rapahel Gomide, iG Rio de Janeiro
Na passeata, um boneco do candidato exibia um curativo em referência à agressão sofrida por Serra
Assim como militantes petistas que ironizaram a reação de Serra com o incidente da bolinha, os apoiadores tucanos relembraram o episódio no ato de campanha realizado nesta tarde no Rio de Janeiro. Na caminhada na orla de Copabacana, circulou um boneco de tamanho grande com um curativo na testa, simulando um machucado.

Cerca de 200 capacetes de operário, de plástico, também foram distribuídos no evento, uma eventual "proteção" contra o lançamento de objetos, como aconteceu com o tucano.

Em seu discurso, Serra acusou os petistas de serem “profissionais da mentira”. “Eles mentem. Precisamos de um governo que tenha caráter, baseado na verdade e na honestidade. Não podemos viver em uma situação de mentira permanente. Temos de olhar o governo como entidade de todos e não de uma parte de um grupo de interesses. Chega de escândalos. Basta olhar a imprensa: são três ou quatro por semana”, afirmou.

O tucano estava acompanhado do governador atual e o eleito de Minas Gerais, Aécio Neves e Antonio Anastasia, o governadores eleitos do Paraná e do Rio Grande do Norte, Beto Richa e Rosalba Ciarlini, alem do senador eleito por Minas e ex-presidente Itamar Franco.

*Colaborou Raphael Gomide e Manuela Andreoni

    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG