Ato de intelecutais pró-Dilma reúne centenas no Rio

Filósofofa Marilena Chauí fez o discurso mais aclamado da noite e se referiu aos panfletos anti-Dilma como "obscenos"

Manuela Andreoni, iG Rio de Janeiro |

Centenas de artistas, intelectuais e simpatizantes da petista se reúnem nesta segunda-feira (18) no Teatro Oi Casagrande no Rio de Janeiro para apoiar a candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência.

Depois de grande confusão na porta do teatro, em que muitos não puderem entrar, o ato começou com discursos dos intelectuais. A filósofa Marilena Chauí teve a fala mais aplaudida até agora.

“A nossa batalha é a batalha para que a construção da democracia no Brasil se consolide (...). Os liberais dizem que a democracia é o regime da ordem, mas não é só isso. Ela é o único regime político temporalmente aberto para o regime de novos direitos. Nesses últimos oito anos de governo (...) foram criados os novos direitos”, disse a filósofa, ao ser aplaudida.

AFP
Dilma com Oscar Niemeyer e Beth Carvalho, em evento que reúne intelectuais no Rio

Ela criticou duramente os panfletos apócrifos que circulam em igrejas paulistas contra Dilma que afirmam que ela é contra o aborto e a favor do casamento entre homossexuais. Segundo Chauí, os panfletos são "obscenos tanto politicamente como religiosamente por ser contra a liberdade de crença e a laicidade do Estado".

Até agora discursaram também Paulo Betti, Márcio Tomaz Bastos, Emir Sader, entre outros. Estão presentes também Chico Buarque, Beth Carvalho, Fernando Morais, Leonardo Boff, o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, o prefeito do Rio Eduardo Paes, o candidato a vice Michel Temer, o presidente do PT José Eduardo Dutra e outros, que lotam o palco do teatro.


    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG