Após Rio, Dilma vai a reduto de Lula para ato de campanha

Candidata estreou presença em evento aberto com o presidente na semana passada, mas hoje organização quer palanque para até 3 mil

Andréia Sadi, iG Brasília |

Após o comício de estreia no Rio de Janeiro, a organização da campanha de Dilma Rousseff em Pernambuco decidiu montar o palanque desta sexta-feira (23) da candidata em um local fechado e para um público selecionado. O evento, que acontece em Garanhuns, a 250 km da Recife, reduto do presidente Lula, espera reunir três mil pessoas em um "comício reservado".

No Rio, o governo de Sérgio Cabral chegou a estimar um público de 50 a 100 mil pessoas, mas o evento  que aconteceu na Cinelândia, no centro da cidade, contou com 15 mil.

O objetivo em Pernambuco, segundo o presidente do PSB regional, Milton Coelho, não é promover um ato de massa, como o da semana passada. “ O público alvo é vereadores, prefeitos e deputados que apoiam Dilma e a reeleição do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Será um ato político”, disse Coelho ao iG . "O presidente já ia participar de um festival aberto ao público à noite em Garanhuns", disse o presidente do PT, José Eduardo Dutra. Após o ato, Lula e Dilma devem visitar o Festival de Inverno da cidade, que anunciou show da banda Paralamas do Sucesso. O evento espera reunir de 50 a 100 mil pessoas.

Coelho disse que o ato será montado na quadra de esporte do Colégio Monsenhor Adelmar. O espaço foi alugado pela coordenação da campanha, mas os valores do aluguel não foram revelados.O socialista é coordenador da campanha da Frente Popular, integrada por 17 partidos, entre eles o PT, PDT PTB e PCdoB.

A presença de Dilma ao lado de Lula no Nordeste, onde é aprovado por quase 90% das pessoas, ajuda a reforçar a ideia para a população de que a ex-ministra é a “candidata do presidente”.

AE
Estratégia da campanha é colar imagem de Lula à candidatura de Dilma

Na última pesquisa Ibope, Serra e Dilma apareceram empatados com 39% das intenções de votos, mas no Nordeste, onde Serra concentrou as viagens do início da campanha, a candidata do PT tem larga vantagem: 47% a 30%. O candidato governista, Eduardo Campos, lidera as pesquisas contra o principal adversário Jarbas Vasconcelos: Jarbas tem 31% das intenções de voto, segundo o Ibope, contra 55% de Campos.

    Leia tudo sobre: Dilma Rousseffeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG