Após nova reunião, DEM e PSDB não definem aliança

Os tucanos insistem em manter o senador Alvaro Dias, e o Democratas luta pela indicação de um novo nome, mesmo que seja do PSDB

Piero Locatelli, iG São Paulo |

As cúpulas do DEM e do PSDB não chegaram a uma definição sobre a aliança para as eleições presidenciais. A reunião de hoje no hotel Emiliano, em São Paulo, não terminou em acordo. Os tucanos insistem em manter o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) como vice de José Serra, e o Democratas luta pela indicação de um novo nome, mesmo que seja do PSDB.

Deve ocorrer mais uma reunião para definir a aliança, provavelmente hoje à noite, em Brasília. “A conversa começou ontem, continua hoje e ainda vai continuar”, disse o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra.

A pressa para resolver a questão ocorre porque o prazo termina amanhã pela manhã, quando ocorre a convenção nacional do DEM em Brasília. Na saída da reunião, Guerra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não confirmaram que o DEM continua na coligação com o PSDB. “Certeza nunca pode dizer que sim, mas eu sou um otimista”, disse FHC.

Na reunião estavam presentes o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, o presidente de honra do DEM, ex-senador Jorge Bornhausen, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), o senador José Agripino (DEM), o tucano Aloysio Nunes Ferreira e o deputado federal João Almeida (PSDB). Serra não compareceu, pois está no Rio de Janeiro, onde concederá uma entrevista à Globonews às 17h.

    Leia tudo sobre: serraalvaro diasfhcdemspdbsérgio guerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG