Apoio de prefeitos vira alvo de disputa no Maranhão

Vinte e cinco gestores da oposição já demonstraram apoio à governadora. Coligação pedetista afirma que Roseana assedia prefeitos

Wilson Lima, iG Maranhão |

O apoio de prefeitos da base de oposição a Roseana Sarney (PMDB) está sendo alvo da mais nova disputa entre a governadora do Maranhão e o ex-governador Jackson Lago (PDT), nessa reta final de campanha. A coordenação da campanha da peemedebista classifica o apoio de prefeitos oposicionistas como visão do bom trabalho desenvolvido pela governadora; os coordenadores da campanha do pedetista classificam o apoio como “um clima de opressão” instalado no Estado.

Desde o início da campanha, 25 prefeitos da base de oposição à Roseana já fizeram palanque em favor da filha do senador José Sarney (PDMB). Destes 25 gestores municipais, 13 são do partido de Jackson Lago e seis do PSDB, partido que ingressou com uma ação contra o registro de candidatura de Roseana no Tribunal Superior Eleitoral. Também estão na lista dos prefeitos de partidos de oposição que agora compõe a base da governadora, dois do PPS e um do PSB.

Jackson Lago, em discursos pelo interior do Maranhão, tem afirmado que esses prefeitos da oposição estão sendo cooptados pela governadora do Estado. A coordenação de campanha da pemdebista nega. “É chegada a hora de dar o troco. Esta determinação percebo em todos os cantos do estado onde já estive”, declarou Lago no final de semana no município de Bequimão, da baixada maranhense. “Eles estão querendo nos intimidar como estão fazendo com dezenas de prefeitos no Estado que não querem apoiar o continuísmo de uma política medonha”, complementou o prefeito de Bequimão, Antônio Diniz (PSDB), no fim de semana.

O secretário de articulação política da campanha de Roseana Sarney, Hildo Rocha, afirmou que não existe pressão sobre os prefeitos para prestar apoio à campanha da pemedebista. “Foi durante o governo Jackson Lago que houve a perseguição aos prefeitos. No mandato de Roseana, todos os municípios estão sendo contemplados com benefícios. A governadora não vê partido ou afiliação partidária”, disse Rocha.

Hildo Rocha acentuou que as alianças começaram a ser construídas ainda no ano passado, após a cassação de Jackson Lago. “Muitos prefeitos resolveram compor a nossa base porque acreditam no nosso projeto político”, complementou o secretário de articulação política da campanha da pemedebista.

    Leia tudo sobre: eleições macampanha prefeitos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG