Barrado pelo time de Hélio Costa, grupo articula seu próprio evento com a candidata petista ao Palácio do Planalto em agosto

Barrados em um evento oficial da campanha petista marcado para esta terça-feira, em Montes Claros, prefeitos e lideranças políticas de Minas Gerais filiados a partidos que integram a coligação do candidato tucano ao governo, Antonio Anastasia, mas apoiam Dilma Rousseff para a Presidência preparam uma manifestação de apoio à candidata do PT. O ato deve acontecer no início de agosto, em Belo Horizonte.

Eles não foram convidados para o encontro de Dilma com lideranças do Norte de Minas agendado para terça-feira, em Montes Claros, devido à presença do ex-ministro das Comunicações Helio Costa (PMDB), candidato ao governo que conta com o apoio oficial do PT.

“Não vamos amanhã ( terça ) porque não fomos convidados, mas estamos articulando um encontro só com a Dilma para o início de agosto”, disse o prefeito de Salinas, José Prates (PTB), um dos coordenadores do movimento suprapartidário batizado como Dilmasia (junção dos nomes de Dilma e Anastasia).

Segundo Prates, que foi expulso do PT por ter articulado em 2006 o Lulécio, movimento de apoio ao presidente Lula e ao ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB), que disputavam a reeleição, o objetivo do movimento é impedir que a disputa estadual prejudique Dilma.

“A candidatura da Dilma tem, naturalmente, uma faceta pluripartidária muito mais ampla do que as candidaturas ao governo de Minas. Ela não pode deixar estadualizarem a campanha e tem um grupo ligado ao Helio Costa que tenta fazer isso”, disse o prefeito.

O ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto (PMDB), prefeito de Uberaba e coordenador da campanha de Costa, não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Segundo dirigentes do PT mineiro, os apoiadores do Dilmasia não foram convidados para o encontro em Montes Claros porque se trata de uma agenda com Costa. “Nada impede que a Dilma faça um outro encontro com outras forças políticas em Minas desde que passe ao largo da disputa estadual. Vai ter o momento para isso”, disse um petista.

Antes do encontro com políticos em Montes Claros, Dilma fará uma caminhada pelas ruas centrais de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.