Em encontro em Brasília, petista chamou legenda aliada de 'Partido Popular'

Dilma encontra representantes do PP em Brasília
Agência Estado
Dilma encontra representantes do PP em Brasília
Após almoçar em Brasília com a cúpula do PP, a presidenciável petista Dilma Rousseff concedeu coletiva nesta quinta-feira na companhia do presidente da legenda, Francisco Dornelles, para anunciar o apoio formal da legenda ao seu nome. A candidata, no entanto, confundiu-se enquanto relatava o encontro e chamou o PP (Partido Progressista) de “Partido Popular”.

“Eu queria declarar que é muito importante esse apoio do Partido Popular. O PP tem sido grande parceiro do governo do presidente Lula”, disse Dilma.

Sobre os diretórios que apoiam Dilma, Dornelles disse que o quadro será o mesmo do primeiro turno: 22 são favoráveis à petista, três estão com o tucano José Serra e dois estão neutros.

Durante o encontro, que contou ainda com os coordenadores da campanha petista José Eduardo Cardozo e Antonio Palocci, e o senador eleito Ciro Nogueira (PP-PI), Dilma recebeu do PP quatro propostas para serem incorporados ao seu programa de governo.

Dornelles explicou: “A primeira é uma alteração no Super Simples para reduzir a tributação das médias, pequenas e micro empresas. O segundo foi o de desonerar o investimento. (..) O terceiro ponto é agilizar o sistema de defesa comercial de forma a proteger a indústria brasileira e o último é implantar um programa profundo de desburocratização”, disse ele ao final do almoço. Questionado se haverá algum compromisso por escrito da candidata, Dornelles disse que acredita na palavra da ex-ministra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.