Ao menos 76 candidatos podem ser vetados se eleitos

Depois de São Paulo, Ceará é o Estado com maior número de postulantes barrados pela Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano

Agência Estado |

selo

Pelo menos 76 candidatos participam das eleições, no domingo, sem a certeza jurídica de que, se eleitos, vão assumir de fato os cargos que disputaram. Entre os concorrentes barrados pela Lei da Ficha Limpa estão políticos que lideram as pesquisas e cinco postulantes ao governo.

Os vetados pela Lei da Ficha Limpa incluem ainda sete candidatos ao Senado e dois candidatos a vice-governador. Os que brigam por uma vaga na Câmara dos Deputados chegam a 62, segundo levantamento feito pelo Estado. A contagem dos barrados pelo Ficha Limpa não incluiu candidatos a deputados estaduais e distrital.

Por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa terão seus votos zerados na primeira lista de resultados. Os votos, segundo o tribunal, no entanto, serão computados, mas não divulgados, em um primeiro momento. Apenas após os candidatos ficha-suja terem seus registros deferidos é que o TSE vai informar o número de votos recebidos por cada um deles. A divulgação posterior poderá mexer com todo o mapa de eleitos, segundo admite o próprio órgão.

Em relação aos candidatos a deputado federal barrados pela lei, São Paulo é o Estado que mais concentra candidatos nesta situação: são 13. Do total, quatro pertencem ao PP, entre eles o ex-prefeito Paulo Maluf. PSL e PT têm, cada um, dois candidatos federais barrados. DEM, PTB, PMDB, PDT e PMN têm um barrado cada.

Maluf teve o pedido de registro de candidatura rejeitado em agosto pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo com base na Lei da Ficha Limpa. Em abril, foi condenado por improbidade administrativa. Como ainda está recorrendo da decisão que lhe negou registro, Maluf teve o seu nome, dados e foto incluídos na urna eletrônica.

Depois de São Paulo, é o Ceará quem mais tem candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa. O Estado reúne nove parlamentares candidatos a uma vaga na Câmara dos Deputados. Rio de Janeiro com oito e Rondônia com cinco nomes aparecerem em terceiro e quarto lugar.

    Leia tudo sobre: eleiçõesjustiçaficha limpa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG