Anastasia acredita na virada graças ao tempo de propaganda na TV

Candidato tucano tem 20 minutos a mais do que Hélio Costa somente com as inserções durante a programação da televisão

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

Com início do horário eleitoral gratuito de rádio e TV, já apareceram as primeiras diferenças entre as campanhas dos candidatos ao governo de Minas. O governador Antônio Anastasia (PSDB), candidato à reeleição, tem sozinho 60% de todo o tempo de exposição, enquanto seu principal adversário, o ex-ministro Hélio Costa (PMDB), líder nas pesquisas de intenção de votos, fica com pouco mais do que 30%. Os 10% restantes estão distribuídos entre os outros cinco candidatos ao cargo, todos com apenas 1% das intenções de votos, segundo as pesquisas divulgadas em agosto.

No horário de exibição dos programas da TV, a diferença entre o tempo de Anastasia e Costa é de oito minutos contra cinco, respectivamente. Nas inserções durante a programação – aquelas que se parecem com as propagandas tradicionais -, a vantagem também é evidente. Ao longo dos 45 dias de horário eleitoral no primeiro turno, Anastasia terá 237 inserções contra 154 de Hélio Costa.

Embora a coordenação da campanha de Hélio Costa minimize o fato de o tucano ter mais tempo de exibição, o fato é que as inserções a mais que Anastasia tem representam cerca de 20 minutos a mais de tempo no ar – em geral, cada inserção tem 15 segundos de duração e Anastasia tem esse tempo superior devido a 83 inserções a mais que o candidato do PMDB. Foi justamente nestas inserções, que começaram um dia antes do programa eleitoral, que surgiu pela primeira vez a expressão “Governo Aécio/Anastasia” - e o primeiro governou por sete anos e meio antes de se licenciar para concorrer a uma vaga ao Senado e o segundo assumir, como seu vice.

Já a coordenação da campanha de Anastasia acredita que o tempo superior na TV e no rádio irão resultar em virada, uma vez que pesquisas internas indicam que o candidato ainda é pouco conhecido do eleitor. “Com a televisão, as pessoas terão conhecimento pleno. Tenho certeza absoluta que o quadro vai ser revertido", diz Anastasia.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG