Ana Júlia quer o PMDB num eventual segundo turno

Governadora do Pará e candidata à reeleição pelo PT diz que buscará aliança peemedebista ¿no momento certo.¿

Pollyanna Bastos, iG Pará |

A governadora do Pará e candidata à reeleição Ana Júlia Carepa (PT) não descarta coligar-se no hipotético segundo turno com o PMDB, para reeditar no Estado a aliança nacional dos dois partidos, que tem Dilma Rousseff como candidata à Presidência e o peemedebista Michel Temer (SP) como vice. No Pará, porém, PMDB e PT são adversários.

"Vamos continuar lutando para ter o apoio do PMDB no momento certo," afirmou Ana Júlia, em entrevista à TV Liberal, afiliada da Rede Globo, que está fazendo uma série de programas com os candidatos ao governo do Pará. Nesta terça-feira, o entrevistado será o concorrente de Ana Júlia, Simão Jatene (PSDB).

O PT de Ana Júlia tem 13 partidos coligados. Na entrevista a candidata foi questionada sobre o aumento de 40% dos crimes relacionados ao tráfico de drogas no Estado. Ela disse que a taxa reflete o aumento do número de prisões e uma melhora na atuação da policia no combate ao crime.

    Leia tudo sobre: eleições paana juliapmdbptparáaliança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG