Ana Júlia e Jatene levam campanha ao TRE no Pará

Coligações dos candidatos ao governo se acusam de prática de propaganda irregular e de infidelidade partidária

Pollyanna Bastos, iG Pará |

A assessoria jurídica da coligação “Juntos com o Povo,” do candidato ao governo do Pará, Simão Jatene (PSDB), entrou com uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA) contra a coligação “Acelera Pará,” de Ana Júlia Carepa (PT).

A coordenação da campanha tucana acusa os adversários de propaganda irregular, por causa de um panfleto sem assinatura que começou a ser distribuído em Belém afirmando que Jatene vai acabar com o programa Bolsa Família, caso seja eleito.

A justiça eleitoral obriga o registro da origem de todo material de propaganda utilizado nas campanhas, por isso os panfletos anônimos são considerados ilegais. A coordenação de campanha do PT nega envolvimento no caso e também solicitou através da assessoria jurídica a busca e apreensão deste material pela justiça.

Infidelidade partidária

A coligação de Ana Júlia (PT) também tem uma representação contra a coligação tucana em análise no TRE. A ação pede que o PSDB seja impedido de veicular imagens dos integrantes de partidos da base aliada de Ana Júlia, que decidiram apoiar o candidato adversário.

A assessoria jurídica da coligação “Acelera Pará” alega que a postura dos membros do PTB, PV, PSC e PR que não apóiam a governadora caracteriza infidelidade partidária. É uma atitude que de acordo com eles “não deveria ser beneficiada no horário eleitoral gratuito, já que o espaço é financiado com verba pública”.

    Leia tudo sobre: eleições paana júlia pajatene patre pa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG