Segundo Cartório Eleitoral, os detidos se passavam por funcionários de dois institutos de pesquisa e estavam abordando eleitores

selo

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) informou que até o começo da tarde de hoje 12 pessoas foram detidas pela polícia e encaminhadas ao Ministério Público Federal, suspeitas da prática do crime eleitoral de boca de urna. Segundo o Cartório Eleitoral da 10ª Zona, essas pessoas se passavam por funcionários de dois institutos de pesquisa e estavam abordando eleitores.

Os suspeitos vão ser ouvidos nesta tarde, segundo nota do TRE-AP.

Apesar disso, as eleições ocorrem sem problemas no Amapá. Até o começo da tarde, apenas três urnas eletrônicas tiveram de ser substituídas. As informações são da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.