Alvaro Dias ficará à margem da disputa Osmar-Beto Richa no Paraná

Senador diz que limitará sua participação à campanha de Serra e Fruet

Francisco Camargo, iG Paraná |

Nem o irmão Osmar nem o tucano Beto Richa. O senador Álvaro Dias não pretende se envolver na campanha ao governo do Paraná. Em entrevista hoje à Band News Curitiba, disse que irá trabalhar apenas para o presidenciável José Serra e para o deputado federal Gustavo Fruet, candidato do PSDB ao Senado.

“Se o Osmar quiser conversar sobre família, futebol e o Corinthians, a qualquer hora. Mas sobre política, só depois da eleição. Ele está com a Dilma e eu estou com o Serra”, garantiu o senador, justificando que não trairá seu partido e muito menos sua família.

Alvaro Dias vai conversar com o senador Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, para ver como poderá participar "de modo efetivo da eleição nacional". No Paraná, “as peculiaridades locais me impedem de participar ativamente”. Mesmo que viesse a ser liberado para apoiar o irmão, não o faria, já que o pedetista Osmar integra aliança com o PT e o PMDB.

“Apoiar o Osmar significa fortalecer um projeto que combato há oito anos. Seria uma incoerência dar força a esse projeto”, declarou, ressaltando que, ao mesmo tempo, se sente impedido de apoiar Beto Richa, por razões éticas e familiares. "Como é que a população entenderia se eu apoiasse um candidato contra o meu irmão?”

Requião em campanha
Candidato ao Senado, o ex-governador Roberto Requião (PMDB) anunciou que está iniciando agora a sua campanha. “Hoje, com conta na Caixa e CNPJ, começo minha campanha”. O primeiro passo será sintonizar a sua agenda de campanha com as de Gleisi Hoffmann, também candidata ao Senado, e Osmar Dias. Requião não participou da primeira fase de campanha, que constou de um roteiro de visitas a cidades do interior.

    Leia tudo sobre: osmar diasalvaro diasbeto richaroberto requiãoparaná

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG