Aliados dizem que Plínio foi 'pimenta' do debate

O candidato do PSOL se disse orgulhoso com o próprio desempenho

Matheus Pichonelli e Nara Alves, iG São Paulo |

“Pimenta” do debate desta quinta-feira na TV Bandeirantes, conforme definição dos aliados, o candidato do PSOL à Presidência, Plínio de Arruda Sampaio, mal continha o sorriso ao final do evento, dizendo-se orgulhoso por ter distribuído “porrada equânime” a todos os adversários na disputa.

“Mas imagino que a Dilma tenha sentido mais”, disse o candidato, para quem o desempenho da ex-ministra da casa Civil apenas “deu para o gasto”. “O ponto fraco dela é o governo que ela defende, que é um horror”, disse Plínio, que classificou o debate como “morno”.

Ao final do evento, aparentando estar gripado, o candidato disse ter sido o autor da pergunta mais “difícil” da noite, direcionada a Dilma, quando pediu posicionamento sobre limite da propriedade, redução da jornada de trabalho e o desmatamento.

Durante o debate, ele não economizou ironias e críticas em relação aos rivais, que classificou como “polianas” – nem mesmo Marina Silva (PV), chamada por ele de “eco-capitalista”, foi poupada dos ataques.

Plínio afirmou, no entanto, ter ficado decepcionado por um detalhe: “ninguém veio para cima de mim”.

Os convidados de Plínio de Arruda Sampaio comemoraram o desempenho do presidenciável no debate. Para Ivan Valente, Plínio apimentou a discussão por estar bem preparado. "Ele representou muito bem o PSOL. Perdeu algumas oportunidades, mas foi muito bem", avaliou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG