Aliados de Serra arrecadam 55% menos que os de Dilma

Dados TSE mostram que a Região Sul registra a maior diferença de arrecadação entre as campanhas, em favor da petista

Agência Estado |

Aliados do presidenciável do PSDB, José Serra , na disputa aos governos estaduais estão enfrentando dificuldades na arrecadação de recursos para a campanha. É o que mostra levantamento realizado pelo Jornal da Tarde na primeira prestação de contas feita pelos postulantes ao Executivo em 26 Estados e no Distrito Federal.

Os dados, que constam no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostram que os aliados do tucano tiveram uma arrecadação 55,5% menor que aqueles que apoiam Dilma Rousseff , candidata do PT à Presidência, até o dia 2 de agosto.

No primeiro mês de campanha, os aliados de Serra em 25 Estados - ele não tem palanque na Paraíba - e no DF arrecadaram R$ 22.108.322,22. Já os políticos que dão suporte a Dilma em todas as 27 unidades da Federação receberam R$ 34.397.165,69. Os apoiadores da petista também lideram os gastos,com R$ 40 milhões já comprometidos, 16,3% mais do que o arrecadado. O valor supera em 115,3% as despesas dos aliados serristas, que já gastaram R$ 18,5 milhões.

A Região Sul, onde se localiza o único Estado em que a petista não supera o tucano nas pesquisas de intenção de voto - o Rio Grande do Sul -, é a que registra a maior diferença de arrecadação entre as duas campanhas, de 325,4%, em favor de Dilma.

Osmar Dias (PDT), que fechou acordo para dar palanque à petista no Paraná após o irmão, Alvaro Dias (PSDB), ser preterido para compor a chapa como vice de Serra, é o maior arrecadador entre os postulantes aos governos estaduais, com R$9.771,992,36 declarados na primeira parcial. Entre todas as campanhas, o valor é inferior apenas ao declarado por Dilma, de R$ 11,6 milhões. As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: Eleições DilmaEleições Serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG