Alckmin sai em defesa de Serra no horário eleitoral

Citando episódio dos "aloprados" de 2006, candidato tucano disse que "estão fazendo o mesmo na campanha deste ano"

Ana Paula Prado, iG São Paulo |

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, apareceu em seu programa eleitoral noturno defendendo José Serra no caso da quebra do sigilo fiscal da filha do candidato tucano à Presidência, Verônica Serra.

Citando o caso que ficou conhecido como o episódio dos “aloprados” - em que petistas foram flagrados tentando comprar um dossiê para supostamente prejudicar tucanos na eleição de 2006 – Alckmin diz que “estão fazendo o mesmo na campanha deste ano”. Na sequência, repetiu vídeo em que denuncia que Aloizio Mercadante, candidato do PT ao governo de São Paulo, faltou em sessão no Senado em 06 de julho de 2010, quando haveria votação para liberação de recursos para obras do metrô paulistano.

Depois do tucano denunciar ausência de Mercadante em sessões do Senado, o petista aproveitou seu programa da noite desta sexta-feira para mostrar obras que foram feitas em São Paulo com verbas aprovadas durante sua gestão como senador, como a construção de hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a criação de Escolas Técnicas (Etecs), entre outros. Ao final, narrador diz que “se Mercadante fez isso como senador, imagina como governador”.

Paulo Skaf (PSB) falou em “mudança segura” para o Estado, citando que pretende manter projetos de outros governos, como o Leve Leite (Paulo Maluf na Prefeitura de São Paulo, em 1996) e o Bilhete Único (Marta Suplicy na Prefeitura de São Paulo, em 2000).

Fabio Feldmann (PV) reprisou programa em que aparece citando “atividades em sintonia com o século 21”, como a redução de impostos para serviços e produtos ecoeficientes.

Senado
O candidato a senador pelo PTB, Romeu Tuma, mostrou em seu programa eleitoral como supostamente se relaciona bem com todos os candidatos ao Senado. Usou imagens de Marta Suplicy (PT), Netinho de Paula (PCdoB) e Orestes Quércia (PMDB) intercaladas com discurso do deputado federal Frank Aguiar (PTB), que diz ao telespectador que Tuma pode ser a segunda opção do eleitor, caso ele já tenha um candidato preferido. 

Marta Suplicy (PT) apresentou programa eleitoral na praça do menor município brasileiro, Borá, no interior de São Paulo, para dizer que pretende fortalecer todas as cidades paulistas, independentemente do tamanho da população. Ao final da peça, Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, aparece pedindo votos para Marta.

Netinho de Paula (PCdoB) explicou qual é a função de um senador e destacou que pretende lutar contra o uso do crack em sua gestão. Aloysio Nunes (PSDB) reprisou programa vespertino em que conta com o depoimento de apoio de Mara Gabrilli, ex-Secretária Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida e candidata a deputada federal pelo PSDB.

    Leia tudo sobre: eleições speleições serrapleito 2010sigilomarta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG