Alckmin diz que São Paulo cresce mais que o Brasil

Para candidato tucano, adversários faltam com a verdade ao afirmar que o Estado está perdendo PIB

iG São Paulo |

O candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse na tarde de hoje que falta "compromisso com a verdade" aos seus adversários na corrida eleitoral. "São Paulo está crescendo mais que o Brasil. É impressionante a desinformação que é passada na eleição, essa falta de compromisso com a verdade, de que São Paulo está perdendo PIB (Produto Interno Bruto). Não, é o contrário. Desde 2004 São Paulo cresce acima do Brasil", disse o candidato, em Campinas, durante inauguração do primeiro comitê suprapartidário fora da capital paulista.

Depois do evento, em entrevista coletiva, Alckmin preferiu não nomear os autores das declarações. "Eu procuro sempre dialogar com os eleitores, não com o concorrente, falando para frente o que nós vamos fazer." O tucano citou obras entregues na região, como o Anel Viário e o Corredor Noroeste. Alckmin disse ter a intenção de transformar a Secretaria de Transportes Metropolitanos em Secretaria de Desenvolvimento e Gestão Metropolitana para reforçar as regiões metropolitanas de São Paulo com mais recursos.

Antes de falar da própria candidatura aos correligionários e eleitores presentes no comitê do bairro Castelo, Alckmin afirmou que, com o início da campanha eleitoral na TV, começa o trabalho de convencimento e argumentação do presidenciável José Serra (PSDB). "Anteontem começou o horário eleitoral. Agora é que começa a campanha", disse. "O Mário Covas dizia que o povo não erra, ele precisa ter todas as informações e para isso tem campanha. Uma coisa é apoio, outra coisa é campanha. Campanha é pedir voto, é convencimento, é argumento. Serra está preparado."

As estatísticas mais recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre os PIBs estaduais foram divulgadas em novembro do ano passado e referem-se ao ano de 2007. De acordo com o instituto, a participação do PIB paulista em relação ao PIB brasileiro recuou de 37,3% a 33,9% entre os anos de 1995 e 2007. Conforme o IBGE, a região Sudeste perdeu participação no PIB no período de 59,1% para 56,4%. Já a região Nordeste avançou de 12,0% para 13,1%. (Com informações da Agência Estado)

    Leia tudo sobre: eleições spalckminpib

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG