Alckmin diz que pode continuar propaganda da Sabesp fora de SP

Tucano defendeu atuação e publicidade da empresa em todo o Brasil

Piero Locatelli, iG São Paulo |

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu que a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) atue fora do Estado e mantenha suas propagandas em todo o Brasil. A empresa de capital aberto, controlada majoritariamente pelo governo de São Paulo, opera em outros estados por meio de convênios com outras companhias e veiculou propagandas em rede nacional entre o fim de 2008 e o começo de 2009.

“Ela [a Sabesp] está crescendo, fazendo associação com outras empresas. E ela não vai atuar só em São Paulo. Eu não sou dos que entendem que a Sabesp deva ficar limitada exclusivamente ao Estado”, disse o candidato após almoço com sindicatos de seguradores e corretores de seguro do Estado de São Paulo. “A Sabesp, tendo atuação fora do Estado, terá publicidade fora do Estado, não tendo não terá”.

As propagandas e a atuação da Sabesp foram criticadas hoje pelo senador Aloizio Mercadante (PT), principal adversário do tucano. Em sabatina realizada pela Folha de S. Paulo, o petista disse que o ex-governador José Serra, atualmente candidato à Presidência da República, usou a empresa de São Paulo para fazer propaganda em todo o Brasil, e defendeu a publicidade restrita ao público paulista.

Mercadante também falou que a Sabesp deveria ser mais eficiente no tratamento de esgoto, e manter o foco em São Paulo.

Em resposta às críticas do petista, Alckmin elogiou a atuação da companhia, inclusive fora do Estado, e disse que ela não foi usada politicamente. “A Sabesp hoje é uma empresa que está crescendo muito, é a maior empresa de saneamento do mundo que inclusive vai para outras áreas. Não só água e esgoto, mas inclusive na questão dos resíduos sólidos e de utilização de águas”, disse o tucano.

    Leia tudo sobre: Geraldo AlckminPSDBMercadanteSabespeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG