Alckmin defende Morumbi na Copa após CBF descartar o estádio

Candidato do PSDB ao Palácio dos Bandeirantes, ex-governador disse que decisão da CBF deveria ser revista

Piero Locatelli, iG São Paulo |

Enquanto a Copa do Mundo desvia as atenções da corrida eleitoral, o candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que a decisão da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) de retirar o estádio do Morumbi da Copa do Mundo de 2014 deveria ser revista.

AE
Alckmin e seu vice, Guilherme Afif Domingos, com o deputado federal José Aníbal, durante inauguração do comitê de campanha
“Eu vejo que nós deveríamos lutar para reverter isso. Porque o Morumbi, além de já estar pronto, só precisa de obras complementares”, disse o governador nesta quinta-feira, após inauguração da casa Mario Covas, onde deverá ser elaborado o seu programa de governo.

O candidato disse que o Estado de São Paulo deve fazer obras de infraestrutura para os jogos, como melhorar a rede de transporte até os locais dos jogos. Segundo ele, essas obras seriam mais simples caso o Morumbi fosse escolhido. A linha amarela do metrô, cuja conclusão é prevista para 2012, deverá passar próxima ao estádio.

Alckmin não quis opinar sobre a possibilidade do governo estadual ajudar a financiar a construção de um novo estádio. Segundo ele, “isso ainda merece ser estudado”. O atual governo de São Paulo ainda não declarou se é favorável à nova construção. Em nota, o governo declarou que só deve se pronunciar sobre o assunto após ter conhecimento da decisão completa do COL (Comitê Organizador Local).

    Leia tudo sobre: Aloizio MercadanteGeraldo Alckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG