Afif conclama prefeitos do interior a deter crescimento petista

Candidato a vice-governador na chapa de Geraldo Alckmin alerta sobre crescimento do PT nas pesquisas de intenção de voto

Nara Alves, iG São Paulo |

O PSDB reúne na noite desta quarta-feira no Credicard Hall, na zona sul da capital paulista, cerca de 300 prefeitos, além de candidatos a deputado estadual e federal da legenda e aliados. Fazendo as vezes de mestre de cerimônia, no discurso de abertura o candidato a vice-governador na chapa de Geraldo Alckmin, Guilherme Afif Domingos (DEM), utilizou linguagem bélica para marcar o que classificou como “o levante da infantaria”.

Afif alertou os participantes sobre o avanço do PT nas pesquisas de intenção de voto no Estado de São Paulo, governado pelo PSDB há 16 anos. “Contamos com os prefeitos para não deixar o PT crescer no interior. Eles vão querer invadir a capital. Nós vamos fazer uma barreira e para isso contamos com o Prefeito Gilberto Kassab (DEM). Aqui eles não passarão”, disse.

Narrando uma história sobre seu avô, que vivia no Líbano, Afif comparou as eleições com uma guerra. Segundo ele, seu avô dizia que “em tempo de paz”, sua cidade tinha 5 mil habitantes. Mas em tempo de guerra, eram 50 mil “porque na guerra cada um vale por dez”. A metáfora serviu para ilustrar sua fala de incentivo à virada tucana nas pesquisas por meio da multiplicação das ações de campanha nas cidades.

O vice de Alckmin comparou a campanha eleitoral na televisão com um míssil, que faz um estrago localizado, mas não a longo prazo. Ele acredita que o crescimento da presidenciável petista, Dilma Rousseff, se deu por causa da TV, mas que agora vai estagnar. Referindo-se ao PT, Afif terminou sua fala dizendo que os candidatos do PSDB não serão “arrastados por essa onda”.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições spalckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG