Aécio Neves faz campanha para Serra em Minas

Em campanha na zona da mata mineira, tucano admite que vitória de Serra pode beneficiar sua futura candidatura à Presidência

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

O senador eleito e ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB) iniciou, nesta quarta-feira (20), uma série de viagens pelo interior de Minas Gerais para fazer campanha por José Serra (PSDB) no estado. A primeira parada foi a cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata, terra natal do também senador eleito Itamar Franco (PPS) e considerado outro importante cabo eleitoral no estado. Além deles, o governador reeleito Antonio Anastasia (PSDB) também participou do encontro comcom prefeitos da região. Serra, em campanha no Rio de Janeiro, não esteve presente.

Aécio disse que a vitória de Serra ''fortalece o projeto político de Minas Gerais'', em referência à uma possível candidatura sua à Presidência.”A vitória de Serra fortalece o projeto político de Minas Gerais, mas eu não faço política pensando no degrau seguinte''.

A viagem de Aécio a Juíz de Fora faz parte do pacote fechado pela coordenação de campanha de Serra em Minas, que prevê que o ex-governador intensifique a campanha dentro de Minas e visite também outras regiões do país em favor da candidatura tucana. Dentro dos atos políticos programados, está previsto um megaevento no Rio de Janeiro, na orla da zona sul da cidade. No mesmo dia, a campanha de Dilma também pretende mobilizar a militância com uma visita da candidata à capital fluminense.

Para cerca de 50 prefeitos da região, Aécio relembrou os compromissos assumidos por Serra em Belo Horizonte, na quinta-feira (14), quando os tucanos reuniram cerca de 450 prefeitos de várias regiões do estado para buscar o apoio à candidatura de Serra. “Serra assumiu compromissos pontuais como, por exemplo, a valorização dos municípios. Teremos uma recuperação permanente do Fundo de Participação dos Municípios, a descentralização da gestão das rodovias e um número expressivo de escolas técnicas'', afirmou Aécio.

O tucano disse ainda que esses compromissos são o diferencial da candidatura de Serra, alegando que a campanha de Dilma se apoia somente na popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). ''A candidatura do PT ocupa um espaço a partir da popularidade do presidente Lula, mas a partir do dia 31 de dezembro ele não será mais presidente''.

Neste segundo turno, Serra e Dilma estão travando uma batalha pelo apoio dos prefeitos de Minas, estado com o maior número de municípios no país. Na última quinta-feira (14), Serra esteve em Belo Horizonte com cerca de 400 prefeitos e fez promessas para o municipalismo. Já nesta sexta-feira (22), será a vez de Dilma Rousseff vir a Belo Horizonte para se reunir com os representantes do executivo municipal.

    Leia tudo sobre: Eleições MGPleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG