Aécio faz campanha para Serra de olho em 2014

Senador eleito por Minas iniciou em Goiânia uma viagem que inclui os Estados do Pará, Piauí e Alagoas

Adriano Ceolin, enviado a Goiânia |

De olho na disputa pelo Palácio do Planalto em 2014, o senador eleito por Minas Gerais Aécio Neves (PSDB) deu início, nesta quinta-feira, à campanha para tentar levar o presidenciável José Serra à vitória no segundo turno. O tucano mineiro esteve em Goiânia, onde seu principal objetivo foi pedir votos para Marconi Perillo, candidato do PSDB ao governo estadual.

nullCaso Serra não saia vencedor no dia 31 de outubro, Aécio desponta como principal referência de oposição ao eventual governo Dilma Rousseff. Neto do presidente eleito pelo Colégio Eleitoral de 1985 Tancredo Neves - que não tomou posse porque faleceu, Aécio é o favorito para assumir a presidência do PSDB.

Governador em Minas Gerais por dos mandatos (2003-2010), Aécio foi o grande vencedor no Estado que é segundo maior colégio eleitoral do País - só fica atrás de São Paulo. O tucano elegeu seu sucessor Antonio Anastasia, que era vice, e o companheiro de chapa ao Senado, o ex-presidente da República Itamar Franco (PPS).

Em Goiânia, seu foco principal foi pedir votos para Marconi: “Venho a Goiás trazer a minha palavra. O Brasil, Marconi Perillo, é grato a você, porque você foi o primeiro governador a usar as novas práticas de gestão pública na administração estadual. Eu, como governador de Minas por dois mandatos, introduzi inúmeras inovações das quais você havia sido pioneiro”.

Aécio deu as declarações em cima de um carro de som em frente ao novo comitê de campanha “Serra é do Bem”, em Goiânia, localizada na zona central da cidade. Ele estava acompanhado do senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), coordenador da campanha de Serra, e do secretário-geral do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG), reeleito como mais votado.

O tucano mineiro transpareceu, por sua agenda, que seu principal objetivo é ajudar os candidatos do PSDB que disputam o segundo turno. Além de Goiás, Aécio irá ao Pará, onde Simão Jatene enfrente Ana Júlia Carepa (PT), ao Piauí, onde Silvio Mendes tenta vencer Wilson Santos (PSB), e Alagoas, cujo favorito é Teotônio Vilella (PSDB) contra Ronaldo Lessa (PDT).

Aécio esforçou-se como cabo eleitor de luxo de Marconi: “A eleição de Marconi Perillo extrapola, em muito, as fronteiras de Goiás. Ela é decisiva para a vida dos goianos. Certamente porque significa seriedade e competência na administração pública”, disse. Em seguida, Aécio enalteceu a força do PSDB.

Numa crítica que tem sido recorrente dos tucanos, Aécio também condenou os institutos de pesquisa. “Não se preocupe com instituto de pesquisa, Marconi, porque se fossem verdadeiras (as pesquisas), Anastasia não teria ganhado as eleições e ganhou com 30 pontos percentuais na frente”, disse o ex-governador. “Não há mais eleição mais importante que eleição de Marconi Perillo”.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições serraaécio nevesperillo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG