A Transamazônica entra na campanha

Abandonada desde a década de 1970, a Transamazônica volta à cena nas eleições 2010

Pollyanna Bastos, iG Pará |

Após décadas de esquecimento, a Transamazônica – terceira maior rodovia do Brasil – virou o centro das atenções da campanha presidencial e estadual no Pará. O candidato do PSDB, Jose Serra, declarou que a pavimentação da BR-230 (Transamazônica) e BR-163 (Cuiabá-Santarém) estão entre as prioridades de seu plano de governo para a região.

O candidato ao governo do Pará, Simão Jatene (PSDB) também incluiu a revitalização da Transamazônica em sua campanha eleitoral. E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em visita ao Pará, onde fez comício ao lado da governadora e candidata à reeleição Ana Júlia Carepa (PT), assinou convênios que a beneficiam.

Em viagem ao Estado semana passada, Serra fez comício em Altamira, o maior município brasileiro em extensão, cujo único meio de acesso rodoviário é através da Transamazônica. O trecho que leva à Altamira não é asfaltado, assim como quase toda a extensão da rodovia no Pará e no Amazonas.

Inacessível

Por isso o município de cerca de 100 mil habitantes fica inacessível metade do ano, nos meses de chuva. Na ocasião, Serra criticou “a falta de investimentos do governo Federal” na área, principalmente na infraestrutura. E voltou a prometer a pavimentação da BR-230, "uma dívida antiga que o país tem com o Estado".

A resposta do PT foi quase imediata. Dois dias depois da visita de Serra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou o Estado e compareceu à cerimônia de assinatura de dois editais para a contratação de empresas para realizar a pavimentação da Transamazônica e de outras 7 rodovias federais no Pará.

Os investimentos anunciados por Lula são da ordem de R$ 830 milhões, que vão somar com os recursos de R$ 600 milhões das obras contratadas na BR-230 e de editais que devem ser lançados até o fim do mês de outubro, totalizando investimentos de mais de R$ 1 bilhão na revitalização de rodovias no Pará, conforme Lula.

Infraestrutura

Lula aproveitou a viagem para participar de um comício ao lado da candidata à reeleição ao governo, Ana Júlia Carepa (PT), onde ressaltou a importância dos investimentos e destacou outros “projetos de infraestrutura importantes para a região,” como a ampliação do porto de Vila do Conde.

Lula também citou a construção das eclusas de Tucuruí e da hidrelétrica de Belo Monte. O comício reuniu cerca de 30 mil pessoas em Belém e foi transmitido ao vivo para outros 9 municípios do Estado, incluindo Altamira. A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, também era aguardada no comício, mas não compareceu.

Transamazônica

A BR-230 foi planejada para integrar a região Norte ao restante do Brasil. A rodovia de 4 mil km atravessa 7 estados brasileiros – Paraíba, Piauí, Ceará, Maranhão, Tocantins, Pará e Amazonas. No projeto inicial, deveria ter o dobro da extensão atual, passando pelo Peru e Equador, para ligar a costa atlântica, do nordeste brasileiro ao Oceano Pacífico.

O projeto começou na década de 70, durante o governo Médici, mas nunca foi concluído. Vários trechos, principalmente no Pará e no Amazonas, continuam sem pavimentação. E ficam intrafegáveis entre outubro e março, no chamado inverno amazônico.

A construção da rodovia incentivou a ocupação das áreas de entorno, a dificuldade de acesso chega a deixar alguns municípios isolados no período de chuvas, como é o caso de Altamira, cuja única rota de acesso terrestre é a Transamazônica.

A revitalização da rodovia, não só retoma o projeto de integração da região com o restante do Brasil, como também abre a possibilidade de uma nova rota de escoamento terrestre para a produção do Estado. Um dos principais beneficiados seria o Distrito Industrial de Marabá, que também recebeu verbas do PAC.

De acordo com o governo Federal, a verba é para reestruturar e agregar valor à matéria-prima extraída em solo paraense, mas também sofre com a dificuldade de acesso através da malha rodoviária.


    Leia tudo sobre: eleições patransamazônicaana júlia pajatene palula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG